Acfol – Bula Acfol- ácido fólico

Bula Acfol- ácido fólico: Indicações, contra-indicações, cuidados, uso em situações especiais, superdosagem, posologia, efeitos colaterais do Acfol- ácido fólico. As informações abaixo estão contidas na bula do Acfol- ácido fólico  e têm a intenção de informar e educar. Estas informações não devem ser usadas de forma alguma em substituição às orientações médicas ou como recomendação de tratamento. As indicações para o tratamento com Acfol- ácido fólico devem ser feitas por um profissional médico.

Princípio ativo

ácido fólico (vitamina B9)

Formas farmacêuticas e Apresentações
Comprimidos – Caixa com 40 comprimidos
Solução Oral (gotas) – Frasco com 10 ml

USO ADULTO E PEDIÁTRICO DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Composição

Cada comprimido contém: % IDR ácido fólico (vitamina B9) ……………………………….. 5 mg (*2083,33%) (**1408,45%) (***4166,67%) Excipiente q.s.p…………………………………………………………….. 1 comprimido Excipiente: manitol, amido de milho, gelatina, celulose microcristalina, estearato de magnésio, metilparabeno, propilparabeno, croscarmelose sódica, água purificada Cada ml (20 gotas) contém: ácido fólico (vitamina B9) ……………………………………………………………………. 5 mg Veículo q.s.p………………………………………………………………….. 1 ml Veículo: hidróxido de sódio, propilenoglicol, essência de laranja, metilparabeno, propilparabeno, ciclamato de sódio, álcool etílico 96º GL, água purificada IDR – Ingestão Diária Recomendada (*) – Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para adulto. (**) – Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para gestante. (***) – Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para crianças acima de 12 anos de idade.

INDICAÇÕES PARA USO DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

No tratamento das anemias devido a deficiência de ácido fólico no organismo em geral provenientes do alcoolismo, doenças hepáticas, anemia hemolítica, na gestação, no uso indiscriminado de anti-conceptivos e síndrome de má absorção. Deficiência de ácido fólico pode também ocorrer em pacientes em tratamento com antimaláricos, anticonvulsivos e antineoplásticos.

POSOLOGIA E MODO DE USAR DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Tratamento de anemia megaloblástica devido à deficiência de folatos: Recomenda-se doses orais de 5 mg (1 comprimido ou 20 gotas) diariamente por 4 meses, doses superiores até podem ser necessárias em estados de má absorção. – Na profilaxia de anemia megaloblástica de mulheres grávidas: A dose usual é de 200 a 500 mcg diariamente – Estados hemolíticos crônicos: Doses continuadas diárias de 5 mg de ácido fólico por 1 a 7 dias podem ser necessárias, dependendo da dieta e do grau de hemólise. – Pacientes recebendo diálise renal. – Anemia megaloblástica folato dependente: Crianças acima de 01 ano de idade, doses orais de 500 mcg/kg (02 gotas/kg). Crianças com idade superior podem receber doses similares às doses de adultos. – Profilaxia da deficiência de folatos na diálise: 250 mcg/kg (1 gota/kg) uma vez ao dia em crianças com 1 mês a 12 anos de idade. 5 mg (20 gotas ou 1 comprimido) a 10 mg (40 gotas ou 2 comprimidos diariamente para crianças com idade superior a 12 anos. Para mulheres em díade fértil com risco potencial de terem uma gravidez afetada por defeito do tubo neural, a dose de ácido fólico é de 4 a 5 mg diários, começando a administração antes da gravidez (4 semanas) e continuando até o primeiro trimestre. Para mulheres em idade fértil que não apresentam este risco potencial a dose é de 400 mcg diariamente.

Cuidados na administração Uma dieta equilibrada é essencial para o equilíbrio das funções do organismo. Não use o produto para substituir uma dieta equilibrada. Doses elevadas não são recomendadas, salvo prescrição médica.

CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Ácido fólico pertence às vitaminas do grupo B. O ácido fólico é reduzido no organismo a tetrahidrofolato, o qual atua como coenzima para vários processos metabólicos incluindo a síntese de purina e pirimidina e portanto na síntese de DNA. Está envolvido também na conversão de alguns aminoácidos e na utilização o folato. Farmacocinética O metabolismo do ácido fólico ocorre no fígado. O ácido fólico é convertido no fígado e plasma em presença de ácido ascórbico, em sua forma metabolicamente ativa (ácido tetrahidrofólico) mediante a dihidrofolato redutase. Eliminação Renal: O ácido fólico é quase completamente eliminado com metabólitos. As quantidades superiores às necessidades diárias são eliminadas na urina, principalmente como produto inalterado. Em diálise: O ácido fólico é eliminado por hemodiálise. Absorção O ácido fólico, depois de sua conversão em ácido tetrahidrofólico, é usado na eritropoiese normal e para a síntese de nucleoproteínas.

CONTRA-INDICAÇÕES PARA USO DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Nos casos de hipersensibilidade ao ácido fólico ou a qualquer um dos componentes inativos da fórmula, ou em casos de anemia perniciosa.

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES PARA USO DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

O ácido fólico só deve ser indicado no tratamento da anemia perniciosa se associado a doses adequadas de cianocobalamina. Advertências Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe ao seu médico se está amamentando. Categoria de risco: C

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

O uso do produto concomitantemente com analgésicos, anticonvulsivantes, contraceptivos orais, metrotexato, pirimetamina, quinina e trimetoprim, sulfonamida, incluído sulfassalazina, causa interferência na absorção do ácido fólico diminuindo seu efeito terapêutico. Interferência com exames laboratoriais: Pode haver redução das concentrações de vitamina B12 no sangue quando se administram doses elevadas e contínuas de ácido fólico.

REAÇÕES ADVERSAS DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

É comum como o uso do produto o aparecimento de coloração amarelada na urina. As reações adversas relatadas com a administração de ácido fólico são reações alérgicas, relacionadas a doses acima de 10 vezes a dose dietética recomendada (RDA) durante 1 mês. Incidência rara: Reações alérgicas, especificamente broncoespasmo (problemas respiratórios, aperto no peito, dificuldade respiratória), eritema, febre, rash cutâneo.

SUPERDOSE DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Nos casos de superdosagem suspender o tratamento, avisar o médico e instituir terapêutica adequada. Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se precisar de mais orientações.

CUIDADOS DE ARMAZENAGEM DO ACFOL – ÁCIDO FÓLICO

Este medicamento deve ser conservado em sua embalagem original em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e umidade. Armazenado nestas condições o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade de 24 meses para ACFOL gotas e 36 meses para ACFOL comprimidos.

DIZERES LEGAIS

ACFOL gotas – Registro MS 1.0715.0066.002-0 ACFOL comprimidos – Registro MS 1.0715.0066.001-2 Farmacêutico Responsável: Wilson Colombo – CRF-SP 7878 CAZI QUÍMICA FARMACÊUTICA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Rua Antonio Lopes, 17 – Jandira/SP CNPJ: 44.010.4370001-81 Indústria Brasileira SAC 0800.7706632 Venda Sob Prescrição Médica.

set 22, 2012 by