Ibuprofeno – Bula Ibuprofeno – Advil

Ibuprofeno – Advil - Bula Ibuprofeno – Advil: Indicações, contra-indicações, cuidados, uso em situações especiais, superdosagem, posologia, efeitos colaterais do Ibuprofeno – Advil . As informações abaixo estão contidas na bula do Ibuprofeno – Advil e têm a intenção de informar e educar. Estas informações não devem ser usadas de forma alguma em substituição às orientações médicas ou como recomendação de tratamento. As indicações para o tratamento com Ibuprofeno – Advil devem ser feitas por um profissional médico.

 

Princípio ativo: ibuprofeno

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÃO DO ADVIL – IBUPROFENO

  • Cápsulas gelatinosas moles 400 mg. Caixas com (2), (6), (8), (10), (16), (20),(36), (60), (80), (90), (120),(160), (180) cápsulas.

USO ADULTO
USO ORAL

Outras formas farmacêuticas e apresentações disponíveis no mercado: Comprimidos revestidos – USO ADULTO
Advil® ibuprofeno 200 mg: caixas com 20 e 100 comprimidos.

Composição do Advil – ibuprofeno

Cápsula 400 mg
Cada cápsula contém:

  • ibuprofeno 400 mg

Excipientes: polietilenoglicol, hidróxido de potássio, gelatina, glicerol, sorbitol, corante vermelho e água purificada.

Características farmacológicas

Advil® 400 mg cápsulas líquidas contém ibuprofeno, um derivado do ácido fenilpropiônico com atividade analgésica e antitérmica. Sua ação é atribuída à inibição das cicloxigenases (COX-1 e COX-2) e, conseqüentemente, da síntese de prostaglandinas.

Em Advil® 400 mg cápsulas gelatinosas moles, o ibuprofeno foi submetido a processo de solubilização, o que confere a esta inovadora forma farmacêutica características de mais rápida absorção, semelhante àquela observada com a forma em suspensão.

O ibuprofeno é rapidamente absorvido no trato gastrintestinal com biodisponibilidade acima de 80% da forma ativa S(+) Ibuprofeno na forma racêmica. A sua absorção é prolongada com a ingestão de alimentos, mas este efeito é clinicamente insignificante. O ibuprofeno liga-se fortemente à proteínas plasmáticas (99%), principalmente à albumina. Distribui-se amplamente pelos tecidos (0,11 à 0,18 L/Kg). Em Advil® 400 mg cápsulas gelatinosas moles, o ibuprofeno atinge pico de concentração sérica (Cmáx) de 39,03 mcg/mL em 47,4(±28,8) minutos (Tmáx). A concentração plasmática provável para exercer efeito analgésico é de 10 mcg/mL.

A meia vida de eliminação é de aproximadamente 2 horas, sua metabolização é predominantemente hepática e sua excreção renal, com metabólitos inativos. 1 à 10% é excretado na forma inalterada e cerca de 14% na forma conjugada. Não foi observada farmacocinética de acumulação. A excreção é virtualmente completa 24 horas após a última dose.

A sua ação se inicia em cerca de 10 a 30 minutos após a administração, com duração da ação analgésica e antitérmica de até 8 horas.

INDICAÇÕES DE USO DO ADVIL – IBUPROFENO

Advil® 400 mg cápsulas gelatinosas moles está indicado no alívio temporário da febre e de dores de leve a moderada intensidade como cefaléia tensional, lombalgia, dor muscular, enxaqueca, dismenorréia, de gripes e resfriados comuns,
de artrite e dor-de-dente.

CONTRA-INDICAÇÕES AO USO DO ADVIL – IBUPROFENO

Este medicamento é contra-indicado na faixa etária de menores de 12 anos de idade, nos casos de hipersensibilidade conhecida ao ibuprofeno ou a qualquer componente da fórmula, ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro AINEs. Não deve ser usado por pessoas com história prévia ou atual de úlcera gastroduodenal ou sangramento gastrintestinal. Não deve ser usado durante os últimos 3 meses de gravidez.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS DURANTE USO DO ADVIL – IBUPROFENO

Deve-se levar em consideração a relação risco-benefício antes de iniciar o tratamento para pacientes com as seguintes condições: história de doença ulcerosa péptica, sangramento ou perfuração gastrintestinal, disfunção renal, asma, ou outras afecções alérgicas. hipertensão ou cardiopatia agravada por retenção hídrica e edema, disfunção hepática, história de distúrbios da coagulação ou lúpus eritematoso sistêmico, ou que estejam utilizando outros AINEs.

USO DO ADVIL – IBUPROFENO EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

Uso do Advil – Ibuprofeno durante a gravidez e lactação

Não foram realizados estudos bem controlados em humanos até o momento. Estudos em animais não demonstraram efeitos adversos sobre o desenvolvimento fetal. O uso de AINEs durante a segunda metade da gravidez não é recomendado pelo risco de levar ao fechamento prematuro do ductus arteriosus.

O ibuprofeno não foi detectado no leite materno (sensibilidade de 1mcg/ml),  sendo considerado seguro o seu uso durante a lactação.
ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA. INFORME IMEDIATAMENTE SEU MÉDICO EM CASO DE SUSPEITA DE GRAVIDEZ.

Uso do Advil – Ibuprofeno em portadores de insuficiência hepática e/ou renal

Não há necessidade de ajuste de dose para indivíduos com insuficiência renal ou hepática. Não é necessária a suplementação de dose após hemodiálise ou diálise peritoneal.

Uso do Advil – Ibuprofeno em pacientes idosos

Este medicamento é contra-indicado na faixa etária de menores de 12 anos de idade. Recomenda-se cautela no uso de AINEs em idosos, em especial aqueles  com mais de 70 anos de idade.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS COM O ADVIL – IBUPROFENO

O uso concomitante de qualquer AINE com os seguintes fármacos deve ser evitado, especialmente nos casos de administração crônica: ácido acetilsalicílico, paracetamol, colchicina, outros antiinflamatórios não-esteróides, corticosteróides, glicocorticóides, corticotrofina, agentes anticoagulantes ou trombolíticos, inibidores de agregação plaquetária, hipoglicemiantes orais ou insulina, anti-hipertensivos e diuréticos, ácido valpróico, plicamicina, compostos de ouro, ciclosporina, metotrexato, lítio, probenecida, inibidores da ECA (enzima conversora de angiotensina) e digoxina. Desaconselha-se o uso concomitante com bebida alcoólica.

Interação com alimentos: a taxa de absorção do ibuprofeno pode ser retardada e a concentração de pico sérico reduzida quando administrado com alimentos, no entanto, sua biodisponibilidade não é significativamente afetada.

Interação com exames de laboratório: Tempo de sangramento pode ser aumentado pela maioria dos AINEs, com o ibuprofeno este efeito pode persistir por menos de 24 horas; pode haver diminuição da glicemia.

REAÇÕES ADVERSAS (EFEITOS COLATERAIS) COM O ADVIL – IBUPROFENO

As reações adversas mais comuns incluem reações de hipersensibilidade, náusea, vômito, dor epigástrica, azia, tontura e rash cutâneo. Reações adversas raras incluem sangramento gastrintestinal ou perfuração, nefrotoxicidade, hepatite, meningite asséptica, tontura, vertigem, síndrome de Stevens-Johnson, eritema multiforme, dermatoses bolhosas e púrpura.

ATENÇÃO: ESTE É UM MEDICAMENTO NOVO E, EMBORA AS PESQUISAS TENHAM INDICADO EFICÁCIA E SEGURANÇA ACEITÁVEIS PARA COMERCIALIZAÇÃO, EFEITOS INDESEJÁVEIS E NÃO CONHECIDOS PODEM OCORRER. NESTE CASO, INFORME SEU MEDICO.

POSOLOGIA DO ADVIL – IBUPROFENO

Adultos e crianças acima de 12 anos:

Advil® 400 mg cápsulas gelatinosas moles deve ser administrado por via oral na dose recomendada de 1 cápsula. Se necessário, esta dose pode ser repetida 3 vezes ao dia, com intervalo mínimo de 4 horas. Não exceder o total de 3 cápsulas em um período de 24 horas.

SUPERDOSAGEM DO ADVIL – IBUPROFENO

Os pacientes podem se manter assintomáticos ou apresentar sintomas que incluem dor abdominal, náusea, vômitos, letargia e tontura. No entanto, efeitos mais sérios já foram descritos, tais como hemorragia gastrintestinal, insuficiência renal aguda, convulsões e coma. Não há tratamento específico, devendo-se adotar medidas habituais de controle das funções vitais, promover esvaziamento gástrico por meio da indução de vômito ou lavagem gástrica, administrar carvão ativado e manter a diurese.

ARMAZENAGEM DO ADVIL – IBUPROFENO

O produto deve ser mantido em local protegido de umidade e da luz e em temperatura ambiente (entre 15 – 30°C).

Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto

Advil® 400 mg cápsulas gelatinosas moles deve ser administrado por via oral. Pode ser administrado junto com alimentos. O produto deve ser mantido em sua embalagem original, em temperatura ambiente (entre 15 – 30°C), protegido de umidade e da luz.
ESTE MEDICAMENTO NÃO PODE SER PARTIDO OU MASTIGADO.

Fabricado por:

Procaps S.A.
Barranquilla – Atlantico – Colômbia
Importado e distribuído por:
Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda.
Rodovia Castelo Branco km 32,5 – Itapevi – São Paulo – Brasil

 

set 14, 2012 by